O Que Diz A Bíblia Sobre A Grande Tribulação?

O que é a “grande tribulação”?

Na Bíblia lemos sobre “a grande tribulação”, um tempo de angústia e dificuldades como nunca antes na terra, que conduz ao início do reino dos mil anos.

Pensar nos últimos tempos não deveria nos causar medo. ¡ Leia este artigo sobre qual é a melhor maneira de nos prepararmos para o dia em que nos encontramos com Jesus!

Este terrível período é justo no final dos tempos. Satanás sabe que seu tempo é curto, e faz o que pode para perseguir o povo de Deus e levar tantos quanto possível pelo mau caminho. Seu servo, o Anticristo, tenta remover completamente Deus, mas Deus ainda é todo-poderoso, e este é o momento para o julgamento de Deus. No entanto, mesmo neste período terrível Deus dá repetidamente graça para que os homens se arrependam e sejam salvos.

O termo “grande tribulação” pode causar alguma confusão, porque nem sempre é claro quanto aos acontecimentos que faz referência. Neste artigo nos referimos aos acontecimentos de todo o período da tribulação desde o princípio do último tempo até o reino dos mil anos.

Partindo da declaração dos acontecimentos em Apocalipse 3-19 podemos ver que a grande tribulação tem três etapas. A primeira etapa se caracteriza pela abertura dos sete selos no céu e culmina com o arrebatamento da noiva de Jesus Cristo, sendo a prostituta lançada do lombo da besta.

A segunda etapa é caracterizada pelo som das sete trombetas no céu. Este é um período em que a besta estará em batalha com o “segundo fruto”; os que não foram parte do arrebatamento, mas agora optam por servir a Deus. Esta etapa termina com a colheita do “segundo fruto” aos céus, e Satanás é jogado do céu à terra.

A terceira etapa é quando a ira de Deus é derramada sobre Satanás, a besta e o Anticristo e seus seguidores. Caracteriza-se pelo derramamento das sete taças de ira sobre a terra. Depois disto Jesus Cristo retorna à terra com seus seguidores, e isto marca o fim da grande tribulação, e o início dos mil anos, mil anos de paz.

A prostituta, a besta e o Anticristo

Na grande tribulação há três poderes espirituais que são servidores de Satanás e que lutam contra os servos de Deus. Estes são a meretriz, a besta e o Anticristo. Estes três poderes espirituais já estão ativos em nossa época.

A prostituta, também chamada de Babilônia, utiliza a religião e é o espírito do cristianismo falso e a falsa doutrina que é pregada em todo o mundo. É uma “comercialização” do cristianismo. A prostituta tenta misturar a Palavra de Deus com o espírito do mundo para dar às pessoas o que querem. Ela se faz chamar uma “prostituta” (prostituta) porque trata de agradar a dois senhores.

Apocalipse 13 fala sobre “a besta”, uma confederação de líderes mundiais e nações que blasfemam contra Deus. Este espírito usa o poder terreno para alcançar seu objetivo. A besta trará guerra contra os santos e os vencerá durante a segunda etapa da grande tribulação. (Apocalipse 13:7) Já podemos ver o início desta tendência nos governos do mundo de hoje que se afastam das leis de Deus e blasfemam contra o cristianismo com suas ações, ou diretamente com palavras. Torna-se cada vez menos aceitável ser um cristão que realmente vive pelas leis de Deus. Quando a besta toma o poder por completo depois do arrebatamento condenará abertamente o cristianismo e perseguirá a todos os que seguem a Deus.

Pouco depois da aparição da besta uma segunda besta chegará ao poder. Em Apocalipse 13:11 ele é comparado tanto com um cordeiro quanto com um dragão. Esta segunda besta é o Anticristo. O principal objetivo do Anticristo é conseguir que a maior quantidade possível se incline e adore a primeira besta, e quem se recusar morrerá. O Anticristo é um homem, porém o espírito do anticristo e da besta tem estado ativo na terra desde os dias dos apóstolos, até a atualidade. (1 João 4:3) Ele desenvolverá suas forças mais e mais, mas não poderá alcançar todo o seu poder até depois do arrebatamento. (2 Tessalonicenses 2:1-11)

Leia mais sobre o Anticristo aqui

Os sete selos

Em Apocalipse 5 lemos sobre um rolo selado com sete selos. Quando Cristo abrir estes selos, começará a grande tribulação. Cada selo corresponde a um evento específico na grande tribulação.

Em Apocalipse 6:1-8 lemos que quando os primeiros quatro selos se abrirem, sairão quatro cavalos com cavaleiros pela terra para conquistar e propagar a guerra, a fome e a morte. Isto corresponde com bastante exatidão ao que Jesus diz em Mateus 24.6-8. Depois que esses poderes estiverem soltos, o quinto selo se abrirá, e muitos cristãos serão mortos e martirizados por sua fé. (Apocalipse 6:9-11, Mateus 24:9)

Está claro que as condições na terra serão as piores já vistas antes na história. As pessoas serão governadas pelo ódio e orgulho. Os cristãos serão perseguidos e assassinados por sua fé, a anarquia abundará, e falsos messias e falsos profetas se levantarão. (Mateus 24:10-28)

O sexto selo aberto anunciará a chegada dos terremotos e cataclismos cósmicos. O sol e as estrelas escurecerão e a lua será como o sangue. (Apocalipse 6:12-17 e Mateus 24:29)

Depois que isso acontecer, podemos ler em Mateus 24:30 que o Filho do Homem aparecerá no céu, então todas as tribos da terra se lamentarão. Jesus virá nas nuvens à procura da sua namorada. Isto é conhecido como o arrebatamento, mas Jesus na realidade não volta à terra, por isso não é a segunda vinda de Jesus; isto acontecerá mais tarde, depois que a ira de Deus tenha sido derramada sobre a terra.

Quando a noiva é arrebatada a prostituta também será atirada dos lombos da besta. (Apocalipse 17:16) A besta não quer ouvir mais qualquer forma de cristianismo, mesmo o falso cristianismo, ou outra forma de religião.

Leia mais sobre o arrebatamento aqui.

Então o sétimo e último selo será aberto. Em Apocalipse 8,2 vemos que a sete anjos se dão sete trombetas e no verso 6 estão se dispondo a tocá-las.

Este é o fim da “grande tribulação” que Jesus descreve em Mateus, e que conduz até o arrebatamento. No entanto, a profecia em Apocalipse fala de mais acontecimentos que terão lugar depois do arrebatamento, que acarretam uma significante intensificação de “a grande tribulação.”

As sete trombetas

Os sete anjos mencionados na abertura do sétimo selo em Apocalipse 8:6 receberam sete trombetas. Cada vez que uma trombeta toca, traz uma nova onda de catástrofes à Terra. Esta nova etapa dos últimos tempos é o julgamento de Deus sobre a terra, mas a ira de Deus ainda está misturada com a graça, de modo que os que não foram parte do arrebatamento ainda possam converter-se a Deus e receber graça. Estes não serão contados como parte do primeiro fruto, a esposa de Cristo, mas terão a oportunidade de se arrepender e se tornar mártires por sua fé. Estes são o “segundo fruto” da colheita de Deus.

Dado que a noiva foi arrebatada não haverá nada que detenha a besta e o Anticristo para tomar plena potestade. O espírito do anticristo, que está presente desde o tempo dos apóstolos (1 João 4:3) finalmente tomará forma física e o homem Anticristo, o iníquo, reinará sobre toda a terra e perseguirá os que ficaram, mas que ainda servem a Deus. (2 Tessalonicenses 2:1-12)

Ele tratará de forçar que todos tomem a marca da besta (Apocalipse 13:16-17), a qual mostra que seu portador tem rejeitado a Deus e adora a besta. Sem esta marca ninguém poderá comprar ou vender.

As primeiras quatro trombetas anunciarão a destruição de um terço das árvores e de toda a erva verde, um terço do mar, um terço dos seres vivos do mar e um terço dos navios. A terça parte da água potável da terra será tóxica e amarga, e a terceira parte do sol, as estrelas e a lua escurecerão. (Apocalipse 8:7-13)

A quinta trombeta fará sair gafanhotos do poço do abismo para atorm
entar a humanidade. (Apocalipse 9:1-12) Estas são guiadas pelo “anjo do abismo” cujo nome em hebraico é Abadom, e em grego, Apolão. (Apocalipse 9:11)

Com o som da sexta trombeta quatro anjos serão desatados para ir sobre a terra e matar um terço da humanidade com fogo, fumaça e enxofre. Esta é a última oportunidade que Deus dá à humanidade para entrar no céu antes que Ele derrame sua ira e juízo sobre a terra. Infelizmente, está escrito que o resto da humanidade ainda não se arrependeu de seu pecado – o que significa que ainda tinham uma oportunidade para fazê-lo! (Apocalipse 9:13-21) Deus também envia duas testemunhas à Terra para profetizar. Eles serão mortos pelo seu testemunho, mas ressuscitados por Deus e levados para o céu. (Apocalipse 11:1-14)

A sétima trombeta então será tocada e grandes vozes no céu dirão, “Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e de seu Cristo; e ele reinará pelos séculos dos séculos.” (Apocalipse 11:15) Está claro que todos os que aceitaram a Jesus como seu Senhor e Salvador estarão no céu. Isso inclui a esposa de Cristo, os mártires e os heróis no antigo pacto. Todos os diferentes servos de Deus agora se foram da terra e estão reunidos no céu.

O próximo capítulo em Apocalipse descreve uma batalha no céu. O anjo Miguel e seus anjos lançam Satanás e seus anjos do céu à terra, de uma vez por todas. (Apocalipse 12:7-9)

As sete taças de ira

Agora que Deus reuniu todos os seus servos da terra no céu não há mais lugar para Satanás e seu exército maligno. Eles são expulsos para a terra com todos os pecadores que uma e outra se recusaram a se arrepender. Agora Deus pode esvaziar sua ira e juízo sobre a terra, contra a besta e todos os que a têm adorado.

Sete anjos receberão sete taças de ira, cada uma das quais desencadeará uma praga sobre a terra. A primeira taça enviará uma úlcera maligna e pestilenta a todos os que tenham a marca da besta. (Apocalipse 16:2) A segunda e a terceira taça uma vez derramada converterá o mar e as fontes de água em sangue. (Apocalipse 16:3-4) A quarta taça dará poder ao sol para queimar os homens com fogo (Apocalipse 16:8-9) e a quinta taça cobrirá o mundo de trevas e dor. (Apocalipse 16:10) Está escrito em Apocalipse 16:11 que eles “não se arrependeram de suas obras.”

A sexta taça derramada faz com que o rio Eufrates seque para preparar o caminho aos reis do oriente. A besta eo Anticristo começam a reunir seus exércitos em Israel no lugar chamado Armagedom, em preparação para a guerra com Deus e seu povo, os judeus em Israel. (Apocalipse 16:12-16, Ezequiel 38 e 39) Farão guerra a Israel e acreditarão ser vencedores. (Miquéias 4:11) Jerusalém e os judeus estarão sob uma tremenda pressão quando sentirem que o Anticristo e seus exércitos estão levando a vitória.

Então o objetivo será cumprido e será hora que a sétima e última taça seja derramada, o que indica o termo da grande tribulação. Uma grande voz sairá do templo do céu dizendo: “Está feito!” (Apocalipse 16:17) Haverá um terremoto tão grande, como nunca houve antes, cairão as cidades, e as ilhas e montanhas desaparecerão. Grande granizo cairá sobre os homens e os homens blasfemarão contra Deus. (Apocalipse 16:17-21)

A ira de Deus se derramou sobre a terra. É hora que Cristo desça do céu, sentado num cavalo branco e com os exércitos do céu atrás d’Ele. Os exércitos da besta e o Anticristo não poderão estar diante dele. Foram derrotados uma vez por todas, e libertará os judeus que estavam em grande angústia. Então eles abrirão os olhos e reconhecerão que o Messias prometido é Jesus Cristo, a quem crucificaram, e se arrependerão. (Apocalipse 19:11-21, Zacarias 12:8-11) O Anticristo e a besta serão lançados vivos ao lago de fogo pela eternidade e Satanás será amarrado por mil anos. (Apocalipse 20:1-3) Assim começa os mil anos, mil anos de paz.

A graça de Deus

Podemos ver que Deus em todas as etapas dos últimos tempos dá novas possibilidades às pessoas para que se convertam e se voltem a Ele. Entretanto, a glória e a recompensa que é dada variam significativamente de uma a outra. Que tolo e orgulhoso seria ignorar a graça de Deus quando Ele está dando, e depois ter que sofrer através da grande tribulação, e tentar impulsionar-se no céu no último segundo antes do fim.

“Portanto, nós, como seus colaboradores, também vos exortamos a não receber em vão a graça de Deus. Porque diz: Em tempo aceitável te ouvi, e no dia da salvação te socorri. Eis agora o tempo aceitável; eis agora o dia da salvação!” 2 Coríntios 6:1-2.

Deus nos deu este tempo de graça agora, de modo que possamos ser parte da noiva de Cristo – o primeiro fruto, e os que receberão a maior recompensa no céu! Pense nisto: não só a noiva será poupada dos terríveis acontecimentos quando as taças da ira de Deus forem derramadas, mas também receberá a maior recompensa no céu! Uma eternidade ao lado de Jesus Cristo, seu Senhor e Salvador! Você está respondendo ao chamado de Deus em seu coração? Você está se preparando para ser a esposa de Jesus? Você está usando bem o tempo, ou a graça de Deus está sendo em vão? Agora é o tempo da graça. Agora é o tempo em que Deus pode e quer te ajudar!

 O que diz a Bíblia sobre a grande tribulação?