O Que É O Contrário Da Alegria?

Ao contrário do gozo

Quando abrimos a Bíblia em 1 Pedro 1:6, lemos o seguinte: “No que vos alegrais, ainda que agora por um pouco de tempo, se necessário, tenhais que ser afligidos em diversas provas.”

Aqui vemos que a aflição e a alegria podem estar sem problema e ao mesmo tempo em uma pessoa. A aflição em si não necessita prejudicar o gozo.

No entanto há duas coisas que não podem estar ao mesmo tempo em uma pessoa, e estas são o gozo e o pecado. Tão rápido quanto o pecado entra e toma poder na mente de uma pessoa, o gozo desaparece. Se quero a alegria de volta outra vez, então o pecado deve sair. Isto requer uma purificação. Primeiro do pecado como culpa, depois do pecado como algo que tem poder sobre mim.

Isto é confirmado por uma palavra em Provérbios 28:13: “Aquele que esconde os seus pecados não prosperará; mas aquele que os confessa e se aparta, alcançará misericórdia.”

Portanto, o oposto do gozo não é chamado de aflição, como a maioria das pessoas acreditam, mas é chamado de pecado!

Pecado – uma vida para mim mesmo

A palavra pecado é relacionada pela maioria com coisas graves como o ódio, crimes, roubos e imoralidade. No entanto, não só a isto a Bíblia chama pecado. A Bíblia fala sobre o pecado e a própria vida. “Se alguém quiser vir após mim”, diz Jesus em Mateus 16:24, “negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-me.”

Sobre Cristo está escrito na 2 carta aos Coríntios 5:15: “por todos morreu, para que os que vivem, não vivam mais para si, mas para aquele que morreu e ressuscitou por eles.”

Aqui estamos no núcleo do conceito de pecado. É uma vida na qual eu sou o centro. Tudo se trata de mim e do meu, das minhas próprias vantagens, da impressão que causo nos outros. Se faço uma “boa acção”, preocupo-me em como esta é acolhida pelo meu ambiente.

Todo o pecado, todas as cargas e tendências pecaminosas provêm disto – uma vida para mim mesmo. Jesus nos libertou desta pesada vida de escravidão. Agora vamos receber um novo centro em nossas vidas – Cristo. Agora tudo vai girar em torno Dele, o que Ele propôs, o que é seu assunto, sua vontade.  “Em Cristo fomos criados para boas obras que foram dispostas de antemão.” Efésios 2:10. Nestas obras encontra-se o sentido da vida e a minha alegria guardadas como um baú de tesouros. Isto conduz a uma alegria e a uma paz que nada nem ninguém pode tirar-me.

Resposta aos enigmas da vida

Quanto mais purificado sou do pecado e de minha própria vida, tanto mais profundo e inconmovível se torna o gozo em minha vida. Sobre Jesus diz-se, “Amaste a justiça, e aborreceste a maldade, pelo que te ungiu Deus, o teu Deus, com óleo de alegria mais do que a teus companheiros.” Hebreus 1: 9. Esta cortante separação no interior entre justiça e injustiça em minhas próprias decisões e prioridades é o que cria esta alegria inabalável na vida.

Mas esta é a resposta aos enigmas da vida, diz você. Isto é justamente o que é. Aqui está a chave para todos os enigmas da vida. Pensa poder ir neste mundo “mau” com uma profunda e inquebrantável paz que faz com que esteja 100% contente e satisfeito com as situações na vida, com o próximo e com o que venha já que levo comigo “o mistério da fé com limpa consciência!” 1 Timóteo 3:9. Não é raro que o evangelho seja anunciado como a boa nova!

 O que é o contrário da alegria?