O Que É O Espírito De Pentecostes?

“Quando chegou o dia de Pentecostes, estavam todos unânimes juntos.  E de repente veio do céu um estrondo, como de um vento forte que soprava, o qual encheu toda a casa em que se assentavam; e apareceram-lhes línguas repartidas, como de fogo, assentando-se sobre cada um deles.  E foram todos cheios do Espírito Santo, e começaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes dava que falassem.” Atos 2:1-4.

Jesus prometeu a Seus discípulos que quando Ele se fosse enviaria o Espírito Santo como Ajuda e Guia. Uma incrível promessa, que mesmo que Ele não estivesse com eles fisicamente, o mesmo Espírito que estava com Ele na terra viria para guiá-los no caminho da verdade. (João 14:15; Atos 1:4-5,8) No dia de Pentecostes se cumpriu esta promessa, e pela primeira vez a humanidade foi preenchida com o Espírito de poder e de verdade. O enorme significado do Pentecostes é que agora esse Espírito está disponível para todos aqueles que peçam por ele e para todos os que lhe obedecem. (Atos 5:32) Esse é o Espírito de Pentecostes. Por meio deste Espírito Deus pode nos falar.

O Espírito de Pentecostes: O Espírito Santo

Muitos pensam nas maravilhas, nos milagres de cura ou nos dons que o Espírito Santo pode dar. E sim, o Espírito Santo é capaz de fazer e dar tais coisas em nossos dias. No entanto, a visão que a Palavra de Deus pode dar sobre a obra que o Espírito Santo faz em nossa vida cristã no século 21 é muito mais importante.

O que vive no homem

“Ou ignorais que vosso corpo é templo do Espírito Santo, que está em vós, que tendes de Deus?” Paulo escreve aos antigos cristãos de Coríntios. (1 Coríntios 6:19) Desde o dia de Pentecostes nossos corpos físicos são um templo onde mora o Espírito Santo, e ele mesmo quer tomar as decisões para nossas vidas. A Bíblia também nos ensina que há outras forças que habitam em nossos corpos – forças de amargura, maldade, desânimo e impureza. Estes poderes são mais fortes do que nós, por isso é óbvio que, como cristãos, não podemos fazer o que queremos. Não podemos apenas “levar a vida com calma” mesmo que tenhamos recebido experiências com o Espírito Santo.

Uma batalha interna de todos os dias

Quando o Espírito Santo vive em nós, ao mesmo tempo que as forças pecaminosas o estão fazendo, é necessário uma batalha todos os dias e tomar decisões dentro de nós. Isto é viver segundo o Espírito de Pentecostes. Paulo chama às forças pecaminosas “desejos da carne” em Gálatas 5, “Digo, pois, andai no Espírito, e não satisfaçais os desejos da carne.  Porque o desejo da carne é contra o Espírito, e o desejo do Espírito é contra a carne; e estes se opõem entre si.” (Versículos 16 e 17)

Se você é honesto consigo mesmo, você sabe para onde os desejos da carne levam. O Espírito Santo realmente quer que resistamos e não cedamos às forças más de pecado que habitam em nós. O Espírito Santo é como um mestre que nos ensina a verdade, e que devemos fazer para agradar a Deus. Por isso Paulo continua dizendo: “Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito.”

Andar no Espírito significa que todos os dias de nossa vida façamos uso do poder que habita no Espírito Santo. E ainda mais, andar no Espírito significa que usamos esse mesmo poder para destruir o mal que habita em nossa carne e assim fazer a vontade de Deus. (Gálatas 5) O mais maravilhoso é que quando andamos no Espírito, gloriosos frutos crescem em nosso homem interior – frutos do Espírito como gozo, paz, amor, mansidão, etc.

O Espírito de Pentecostes é tão vivo nos nossos dias como no dia de Pentecostes há centenas de anos. Que você e eu, neste século 21, sejamos pessoas em quem o Espírito Santo possa operar tanto o querer como o fazer.

 O que é o Espírito de Pentecostes?