Pode Parar De Pecar?

Pode-se deixar de pecar (voluntariamente)?

“Então Jesus lhe disse: Nem eu te condeno; vai-te, e não peques mais.” João 8:11. 

“Filhinhos meus, estas coisas escrevo-vos para que não pequéis.” 1 João 2:1.

Mas é realmente possível deixar de pecar? Sim, absolutamente!  Mas não só é possível, mas parar de pecar é o que realmente significa nascer de novo para ser um filho de Deus.  O apóstolo João escreve muito claramente que: “Quem pratica o pecado [quem comete o pecado voluntariamente] é do diabo”, e mais adiante também diz,”Todo aquele que é nascido de Deus não pratica [voluntariamente] o pecado, porque a semente de Deus permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus.”  1 João 3:8-9.

Um verdadeiro filho de Deus está disposto a guardar e cumprir os mandamentos de Deus. Receber perdão por nossos pecados está sujeito e ligado a reconhecer que temos pecado e a que tenhamos uma tristeza que é segundo Deus, a qual produz em nós um arrependimento para salvação. (2 Coríntios 7:10). O arrependimento significa que não queremos voltar a pecar em qualquer área que entendamos ser uma transgressão às leis de Deus. Nós nascemos de novo pela crença na Palavra de Deus e pela entrega da nossa vida a Jesus. Ao nascer de novo deixamos toda maldade, todo engano, hipocrisia, inveja e toda difamação; mas também desejamos, como crianças recém-nascidas, o leite espiritual da palavra, para que por ela cresçamos para salvação. (1 Pedro 1:23; 1 Pedro 2:1-2). Esta é a esperança viva que temos no Novo Pacto, algo com o qual não contavam no Antigo.

A diferença entre o Antigo e o Novo Pacto

No Antigo Pacto a lei podia punir aqueles que voluntariamente e deliberadamente cometiam pecados, Mas também havia perdão pelos pecados que eram cometidos involuntariamente. Mesmo que se arrependessem verdadeiramente, também tinham perdão por pecados ou crimes muito graves que eram cometidos inconscientemente. No entanto, para cada pecado era necessário que se matasse um animal e se desse como uma oferta, isto em lugar do transgressor. O conhecimento e o medo das conseqüências do pecado consciente poderiam deter o pecado na sociedade judaica, mas, infelizmente, os animais que morriam não podiam fazer nada para ajudar as pessoas a não voltar a pecar.

Mas agora na Nova Aliança, Jesus não só morreu pelos nossos pecados como um cordeiro sem mancha, mas também ressuscitou dos mortos e é capaz de nos dar toda a ajuda que precisamos para viver como Ele viveu – sem cometer pecado. Assim como Paulo pregou aos judeus em Atos 13:38-39: “Portanto, irmãos, sabei que por meio dele vos é anunciado o perdão dos pecados; e que de todas as coisas de que não pudestes ser justificados pela lei de Moisés, por meio dele, todo aquele que crê é justificado.”  Cabe mencionar que a lei só podia condenar os pecados que se cometiam fora do corpo, mas não podia fazer nada para ajudar as pessoas a deixar de pecar em seus pensamentos; não podiam desfazer-se dos desejos em seu interior nem das paixões pecaminosas. 

A obra que Jesus fez por nós

Mas agora, a lei do Espírito de vida em Cristo Jesus pode libertar-nos da lei do pecado e da morte.  “Porque a lei do Espírito de vida em Cristo Jesus me libertou da lei do pecado e da morte. Porque o que era impossível para a lei, porquanto era fraco pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança de carne do pecado e por causa do pecado, condenou ao pecado na carne, para que a justiça da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito.”  Romanos 8:2-4.

Como Jesus conseguiu condenar o pecado na carne sendo um homem que era tentado em tudo igual a nós? (Hebreus 4:15). Ele, em sua mente e em seus pensamentos, estava disposto a fazer a vontade de seu Pai e não a sua. Dentro de seu coração Jesus levou a sentença de morte todo pensamento de querer cometer pecado e de desobedecer a seu Pai. Como homem com uma natureza humana como a nossa, Jesus humilhou-se a si mesmo fazendo-se obediente até a morte, e morte de cruz. (Filipenses 2:8). Quando morreu no Calvário e exclamou: Consumado é! , todo pecado na carne havia sido vencido nele. Jesus não só morreu pelos pecados de todo o mundo, mas também ressuscitou dos mortos e “pode também salvar perpetuamente aqueles que por ele se aproximam de Deus, vivendo sempre para interceder por eles.” Hebreus 7:25.

Leitura adicional: Por que Jesus teve que morrer na cruz?

Como Jesus nos ajuda? 

Já é possível ser uma nova criação em Cristo. O que foi profetizado por Ezequiel é agora algo que pode se tornar realidade em cada um de nós. “Dar-vos-ei um coração novo, e porei um espírito novo dentro de vós. dentro de vós porei o meu Espírito, e farei que andeis nos meus estatutos, e guardeis os meus preceitos, e os observeis. Guardarei de todas as vossas imundícies. Lembrar-vos-eis dos vossos maus caminhos, e das vossas obras que não foram boas; e tereis vergonha de vós mesmos, por causa das vossas iniqüidades e das vossas abominações. Eu, o Senhor, falei, e o farei. Assim diz o Senhor Deus: Ainda serei chamado pela casa de Israel, para lhes fazer isto.” Ezequiel 36:26-37. Acaso poderia Deus haver dito mais claramente? Se cremos e lhe obedecemos, então isto se fará realidade. A pergunta agora é: quanto queremos acabar com o pecado para que assim busquemos a Deus com todo nosso coração e tenhamos esta mente e sentir que estava em Cristo Jesus? Preferimos morrer a pecar?

Ele nos dará este novo sentir – estes novos pensamentos. Deus dá o Seu Espírito Santo a todos os que lhe obedecem. (Atos 5:32). Pela fé, decido me despojar do velho homem com suas obras e me revestir do novo homem que Vai-se renovando para um verdadeiro conhecimento, conforme a imagem daquele que o criou. (Colossenses 3:10). de agora em diante nos consideramos mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus, nosso Senhor, de modo que o pecado já não reinará em nossos corpos mortais, para obedecê-lo em suas concupiscências, mas apresentamos os nossos corpos como vivos dentre os mortos e os nossos membros como instrumentos de justiça para Deus, porque o pecado não terá mais domínio sobre nós. (Romanos 6:11-14).

Tudo isto é uma mudança de mentalidade, e pode ser feito num instante. Aqui nós nos comprometemos a parar de servir ao pecado e começar a servir a Deus e fazer a Sua vontade. 

Mas ainda podemos cair em pecado

Mas, talvez você se pergunte, “eu não quero pecar, mas às vezes ainda caio, não posso evitá-lo.”  Sim, mas você tem que saber que cair em pecado não é o mesmo que pecar voluntariamente.  De facto, isto acontece muitas vezes no início da nossa vida cristã, porque temos de aprender a andar no Espírito, assim como uma criança pequena aprende a andar.  No início, o cérebro de uma criança quando é pequena não se desenvolveu o suficiente para manter o seu corpo ereto e equilibrado, nem é forte ou atento o suficiente para não tropeçar.  Não cai deliberadamente, portanto, a pessoa que cuida dele o levantará imediatamente, lhe secará as lágrimas e lhe dirá que siga adiante. Todos aqueles que aprenderem o que é preciso para não caírem mais serão bem sucedidos.  

Não obtemos 100% da vitória de imediato, especialmente se vivemos em pecado e com isso desenvolvemos alguns maus hábitos.  Mas não se preocupe, podemos aprender alguns bons hábitos, como orar, encher-nos com a palavra de Deus e ouvir a voz do Espírito. O Senhor está próximo e escuta o clamor dos que caem em pecado, mas não só isso, mas também os levanta e os ajuda a caminhar pelo caminho de Seus mandamentos.  

O que você tem que fazer para deixar de cair em pecado

Cada queda deveria fazer em nós uma maior seriedade. É assim que recebemos a mente e o sentir que Jesus tinha, “E Cristo, nos dias de sua carne, oferecendo súplicas e súplicas com grande clamor e lágrimas ao que
podia livrá-lo da morte, foi ouvido por causa de seu temor reverente.” Hebreus 5:7. O mais importante é que nunca percamos a fé na vitória.

Aprender a caminhar sem cair num processo, e Deus quer que tenhamos êxito.  “Ele dá força ao cansado, e multiplica as forças ao que não tem nenhuma.  Os moços se cansam e se cansam, os jovens fraquejam e caem; mas os que esperam a Jeová terão novas forças; levantarão asas como as águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.”  Isaías 40:31.  

Leitura adicional: O momento decisivo: como receber ajuda quando mais necessita

O que são as obras do corpo de pecado?

Também existem “as obras do corpo do pecado”, estes são pecados dos quais não estamos conscientes. Apesar de que servimos à lei de Deus com nossa mente, encontramos que a “lei do pecado” está operando em nossos membros, seja com coisas como a irritação ou a covardia.

As obras do corpo de pecado que cometemos não são o mesmo que pecar voluntariamente ou cair em pecado. Enquanto tivermos uma carne, não podemos fazer melhor do que Paulo escreve em Romanos 7:25: “Assim, eu mesmo com a mente sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.” Aqui é onde muita gente diz: “não é possível deixar de pecar.” Mas não é assim, mas não podemos dizer que “não temos pecado” (1 João 1:8), porque não há condenação para os que estão em Cristo Jesus, para os que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. (Romanos 8:1). Não podemos receber vitória sobre o pecado que não conhecemos. Mas quando as obras do corpo do pecado são reveladas a nós pelo Espírito Santo, podemos julgá-las e fazê-las morrer. (Romanos 8:13; 1 João 1:7-10).

Esta é a vida de um discípulo; e a este processo (de fazer morrer as obras do corpo de pecado) chama-se santificação.  “Mas agora que fostes libertados do pecado e feitos servos de Deus, tendes por vosso fruto a santificação, e como fim, a vida eterna.” Romanos 6 e 22. Portanto, é possível deixar de pecar voluntariamente, e isto se consegue despojando-nos do velho homem e comprometendo-nos a obedecer a Deus. Depois devemos continuar nisto para que em nossa debilidade não caiamos em pecado, e finalmente devemos julgar e levar à morte as obras do corpo de pecado, isto com o fim de que sejamos santificados e cheguemos a ser cada vez mais conforme a imagem de Jesus. As coisas que são impossíveis para os homens são possíveis para Deus.

Leitura adicional: O que significa fazer morrer as obras da carne? 

Agora podemos acabar com Satanás de uma vez por todas

Jesus também nos comprou e nos livrou da tirania de Satanás. Satanás, ou também conhecido como o acusador, não tem o direito de nos acusar nunca mais por nada, pois agora somos servos de Jesus Cristo, e só a Ele, a nosso Mestre, é a quem prestamos contas. Satanás não tem o direito de nos acusar por pecados passados dos quais já nos arrependemos e fomos perdoados; tampouco tem o direito de nos acusar pelo fato de que somos tentados; nem tem o direito de nos acusar pelas obras do corpo de pecado que cometemos inconscientemente, Jesus não nos condena por isso.

Nossa tarefa agora é condenar todo pensamento que nos possa desanimar ou exaltar e que provenha de Satanás. (2 Coríntios 10:5). Nosso único interesse é chegar a ser como nosso Mestre, e portanto nós também “fazemos morrer” todas as coisas que Deus odeia – “fornicação, impureza, paixões desordenadas, maus desejos e avareza, que é idolatria”, assim como também “a raiva, raiva, malícia, blasfêmia, palavras desonestas de sua boca” e todo tipo de mentira. (Colossenses 3:5-9). Nós buscamos as coisas que pertencem a Cristo – a íntima misericórdia, a benignidade, a humildade, a mansidão, a paciência; suportamo-nos uns aos outros, e perdoamo-nos uns aos outros; mas acima de tudo vestimo-nos de amor, que é o vínculo da perfeição. E além disso, também a paz de Deus governa em nossos corações e somos gratos” (Colossenses 3:12-15). Todas estas coisas são nossas se as pedirmos a Jesus, e são a recompensa que recebemos por manter nossa posição de fé nos momentos de tentação e de nunca ceder aos desejos de nossa carne para que cometamos pecado.

Listen to a podcast episode on this topic: Victory over Satan the accuser!

É possível deixar de pecar! 

“Posto que Cristo padeceu por nós na carne, vós também Rmaos do mesmo pensamento; pois quem padeceu na carne, terminou com o pecado, para não viver o tempo que resta na carne, conforme as concupiscências dos homens, mas segundo a vontade de Deus.”  1 Pedro 1-2.

Sim, é perfeitamente possível! Através de Jesus Cristo podemos deixar de pecar e viver o tempo que resta na boa, agradável e perfeita vontade de Deus. O que poderia ser melhor que isso?  Agora todos aqueles que estão cansados e carregados de suas tendências pecaminosas, não importa quão duro tentem detê-los, podem vir a Ele e receber descanso.  (Mateus 11:28-29. O jugo do qual Jesus falou é a cruz que carrego todos os dias; a cruz da qual Paulo se gloriou e da qual Jesus queria que os Coríntios soubessem mais do que qualquer outra coisa.  (Lucas 9:23; Gálatas 6:14; 1 Coríntios 2:2).

¡Tu podes deixar de pecar! Créelo, toma a decisão e nunca te rendas. Você terá sucesso, como muitos outros que tiveram desde os dias dos apóstolos. Em Apocalipse 14:1-5, João viu em pé sobre o monte Sião a cento e quarenta e quatro mil cantando o cântico dos vencedores – o cântico dos que foram redimidos dentre os homens e que em sua boca não foi encontrada mentira, eles estavam sem mancha diante do trono de Deus. ¡ E agora pela graça de Deus, nós podemos ser um deles!

 Pode parar de pecar?