Realmente Disse Jesus Que Devemos Aborrecer A Nossos Pais?

Aborrecer pai e mãe?

“Se alguém vem a mim, e não aborrece a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e também sua própria vida, não pode ser meu discípulo.” Lucas 14 e 26.

É claro que Jesus não se referia a desprezar nossos pais já que também está escrito que devemos honrar a pai e mãe, que é o primeiro mandamento com promessa.

Por que parece que a Bíblia se contradiz a si mesma nesta parte? A que se referia Jesus? Por que se usam palavras tão fortes?

“Seja meu discípulo”

Ser um discípulo de Jesus significa que devemos segui-lo onde quer que Ele nos guie. Para isso, temos ferramentas à nossa disposição. Temos a Palavra de Deus que é a guia de como devemos viver, e de igual modo temos o Espírito Santo que nos guia e ensina. Esta é a orientação que devemos seguir para sermos discípulos.

Isto significa que se outras pessoas nos dão algum conselho, alguma opinião, ou consolo que vai contra o que o Espírito está nos guiando, então temos que tomar a desconfortável e às vezes difícil decisão de nos manter firmes em nosso pacto de ser obedientes a nossa fé. Jesus nos diz que devemos estar dispostos a renunciar ao que for necessário para ser seu discípulo.

O mesmo ocorre com qualquer relação ou amizade. O custo de ser um discípulo é que Jesus sempre deve ser a prioridade. Se isso significa que devemos nos separar dos outros, então é isso que temos que fazer.

Os amigos e a família podem tratar de convencer-nos de que algo “não é tão mau”, ou que podemos fazer algo que sabemos em nosso coração que seria um erro para nós como discípulos. Quando isso acontece, temos que colocar nosso discipulado acima de tudo. Temos de ser firmes e saber claramente onde estamos e não nos permitir ser influenciados por eles. É quando devemos odiar a mãe e pai, amigos e qualquer coisa que se interponha no caminho do discipulado. Isso é colocar Jesus em primeiro lugar e amá-lo acima de tudo.

Nem sempre é fácil. Muitas vezes, temos de renunciar a algo a que naturalmente nos queremos agarrar. Talvez saibamos que as pessoas sem um sentido espiritual pensarão menos de nós, ou perderemos uma relação. Mas Jesus também disse: “E qualquer que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou terras, pelo meu nome, receberá cem vezes mais, e herdará a vida eterna.” Mateus 19:29.

Leitura adicional: Não se supõe que os Cristãos devem seguir a Cristo?

Devemos odiar nossa própria vida?

Quando Jesus diz que devemos odiar nossa própria vida, não está fomentando a baixa autoestima. Ele está falando de nossos próprios raciocínios humanos e sentimentos que muitas vezes tentam nos convencer a ir contra o que sabemos em nossos corações que o Espírito está nos guiando para fazer. Muitas vezes, há coisas que devemos renunciar que não têm nada a ver com outras pessoas. Sim vemos o frouxos, obstinados, egoístas ou o orgulho que somos, não é isso algo que devemos odiar? Não precisamos amar a Jesus mais do que essas coisas para poder segui-lo e aprender com Ele; autocontrole, amor, humildade, amabilidade, etc.?

A conclusão é que precisamos amar a Jesus tanto que estejamos dispostos a colocá-lo antes de qualquer coisa. Isso é o que significa odiar pai e mãe, e até mesmo nossa própria vida. Jesus nos amou tanto que renunciou ao seu lugar no céu por nós. Nada a que tenhamos que renunciar se compara a isto. E esta relação de amor mútuo nos dará muito mais do que perdemos.

“Porque esta leve tribulação momentânea produz em nós um peso cada vez mais excelente e eterno de glória; não olhando nós as coisas que se vêem, mas as que não se vêem; pois as coisas que se vêem são temporais, mas as que não se vêem são eternas.” 2 Coríntios 4:17-18.

 Realmente disse Jesus que devemos aborrecer a nossos pais?